Opinion Articles

Festivais ou rituais?
A política, religiosidade e sociabilidade festivaleira, ou a importância do bobo da corte.[1]
João Carvalho [2], Victor Afonso [3], Nuno Gustavo [4].
Maio de 2020.
Disponíveis brevemente.

[1] Baseado no trabalho de projeto “Plano de negócios. Festival Cósmico. Festival Transformacional”, de autoria de João Carvalho, com orientação do Professor Especialista Victor Afonso e coorientação do Professor Doutor Nuno Gustavo, para conclusão do Mestrado em Turismo, com especialização em Gestão Estratégica de Eventos, pela Escola Superior de Hotelaria e Turismo do Estoril. Apresentado e defendido a 27 de dezembro de 2019.

[2] Mestre em Turismo, com especialização em Gestão Estratégica de Eventos; Beach Break®.

[3] Professor Especialista (Escola Superior de Hotelaria e Turismo do Estoril; Centro de Estudos e Formação Avançada em Gestão e Economia da Universidade de Évora).

[4] Professor Doutor (Escola Superior de Hotelaria e Turismo do Estoril; Centro de Investigação, Desenvolvimento e Inovação em Turismo).

Parte I – Introdução aos festivais e ao turismo de festivais.
Parte II – Fenómenos core: experiências e significados.
Parte III – Significados e discursos políticos e socioculturais. Mudança Social.
Parte IV – Autenticidade (identidade, comercialização, comoditização).
Parte V – Comunidade, cultura, identidade local e apego.
Parte VI – Communitas, coesão social e sociabilidade.
Parte VII – Festividade, liminaridade, o carnavalesco.
Parte VIII – Festividade, liminaridade, o carnavalesco (continuação).
Parte IX – Ritos e Rituais. Religião.
Parte X – Peregrinação.
Parte XI – Mitos e Símbolos.
Parte XII – Espetáculo.
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now